O Tips For Mommy Concierge é uma empresa que presta serviço de consultoria e assessoria às mamães. Com atendimento em português, o nosso serviço de conciergerie, é especializado no planejamento de enxovais para bebês na cidade de Miami. Todos os serviços prestados por nós, são realizados com acompanhamento individual e personalizado.

“O segredo da nossa empresa está no envolvimento e no vínculo que nossas profissionais criam com cada uma de nossas clientes. O grande diferencial dos nossos serviços, está no planejamento e na personalização de todos os detalhes envolvidos em cada ação realizada. Isso acaba trazendo muita tranquilidade e segurança aos novos papais, que consequentemente acabam tendo mais tempo livre para aproveitar a sua viagem”, explica Miriam Wu – sócia fundadora da empresa.
polaroidMiriam

Miriam Wu

É a idealizadora e sócia da empresa Tips for Mommy Concierge. Entre tantos papeis que desempenha, o de ser mãe é certamente o que mais lhe completa.

Após 3 anos como blogueira do universo baby e percebendo a crescente demanda das mães que buscavam diariamente em seu canal virtual suas dicas e direcionamentos, acabou criando a Tips for Mommy Concierge, uma empresa que tem como objetivo, facilitar a vida das futuras mães que estão na fase de preparação do enxoval do seu bebê.

Miriam usa de toda a sua expertise do universo baby para elaborar juntamente com você, um enxoval perfeito para o seu bebê.

 

Katia Ouang
Consultoria / Personal Shopper Brasil

É formada em Arquitetura, é mãe de 2 meninas – Bruna e Manuela. É autora do site “Minhas Dikas – Babies & Kids” (www.minhasdikas.com) e vem integrar ao time de consultoras do Tips for Mommy Concierge – sendo a chefe-responsável pela equipe de Personal Shopper do Tips for Mommy no Brasil.

Tatiana Moura
Personal Shopper Brasil

Integra ao time de consultoras da Tips for Mommy Concierge, prestando consultoria às nossas gestantes. Estara representando a Tips for Mommy Concierge em atendimentos no Brasil.

Trabalhou por muitos anos com moda, mas com a chegada da maternidade decidiu se dedicar totalmente ao seu pequeno Miguel em seus primeiros anos de vida.

Tatiana tem paixão por produtos de bebês e à tudo do universo baby. Acabou criando a empresa Welcome Baby Concierge prestando assessoria e auxilio à mães e gestantes.

Paula Lemgruber
Personal Shopper Miami

É formada em Administração de Empresas na PUC. Paula é carioca, casada, mãe de Isabela (6 anos) e Patricia (3 anos). O universo infantil sempre esteve presente em sua vida, uma vez que a sua família atuava neste mercado com a loja Petit Marche (Rio de Janeiro). Quando morava no Brasil, Paula era proprietária da marca – a Patufos. Tem vasto conhecimento em produtos, especialmente em modelagem de roupas. Sabe orientar com propriedade e maestria o enxoval de bebê.

Fernanda Flaiban
Personal Shopper NY

Mora nos Estados Unidos há 6 anos e é mãe do Lucas. Formada em nutrição e confeitaria, costuma dizer que ser mãe foi a primeira de suas formações e dentre tantas atividades que desempenho no seu dia-a-dia, também esta à disposição para ajudar mães e novas mamães a resolverem qualquer dúvida sobre a preparação do enxoval para o bebê.

Evelyn Almeida
Personal Shopper Orlando

Formada em jornalismo com pós-graduação em marketing e design de moda, é mãe da Isabelle e da Alice. Hoje integra o time de personal shopper da Tips for Mommy Concierge atendendo as mamães em Orlando. Compartilha com as nossas clientes toda a sua experiência como mãe e conhecimento sobre e roupas disponíveis no mercado americano para bebês & kids.

Renata Jabali
Personal Shopper Miami

Chegou em Miami em 1993, formou-se em Hotelaria com MBA em Marketing na Universidade de Miami. Depois de anos trabalhando em Marketing e Produção, passou a se dedicar “full time” às suas duas filhas, Rafaela e Bia. Sempre ligada em tudo o que se refere às novidades, atualidades e funcionalidades de produtos e da moda infantil, a Renata irá proporcionar a cada uma das mamães do Tips for Mommy Concierge uma experiência muito especial e tranquila.

Tips For Mommy blog

{Meu depoimento} : Aborto

Escrevo este  depoimento com o meu coração entristecido… Ontem a noite, recebi um email com uma notícia muito triste….uma leitora do blog (hoje uma pessoa muito querida por mim – pelas trocas de emails, e comentários) me enviou a triste notícia da perda do seu bebê. Senti muito por ela, por sua perda , por toda a sua dor … Ela me escreve desde a descoberta da sua gravidez….me senti honrada por ela compartilhar o seu momento mágico comigo – com o blog. E hoje infelizmente compartilho também dessa sua perda…. Este post apesar de triste, não deixa de ser um post de superação, de renovação, de fé….. de acreditar que nada acontece por um acaso. Um post, para tentar confortar algo que eu sei que não existe palavras para tal…. Afinal como confortar alguém que espera, que deseja, que consegue e por alguma razão que desconhecemos – perde…. Divido com todas vocês, a minha experiência de um aborto espontâneo e de todos os sentimentos que tive com ele….. A Victoria não foi minha primeira gravidez, sofri um aborto um pouco antes de engravidar ela. Era final de abril de 2010, eu estava com o meu período atrasado – então fiz o exame de urina e deu positivo. Naquele primeiro momento, fiquei inebriada com tanta felicidade …. contei e proclamei minha gravidez para todos os quatro cantos da terra. Eu estava grávida !!! (de 3-4 semanas) Ansiosa, liguei de imediato para marcar uma consulta no G.O – e ele pediu que eu remarcasse uma nova consulta somente na minha 9˚ semana de gestação – semana que seria capaz de ouvir os batimentos cardíacos do bebê. E assim, as semanas se passaram…. Então, na 9˚ semana de gestação – fui feliz para a minha primeira ultra-sonográfia, para ouvir o coração do meu bebê. Não havia coração…..não havia batimentos cardíacos…..o que havia era um saco gestacional. O meu médico não disse uma só palavra…mas, eu já sabia – algo estava errado. Me vesti e ele disse: - Miriam, espere mais 10 dias e retorne ao meu consultório. Eu vi o seu saco gestacional, mas não ouvi o coração do seu bebê. Das duas alternativas, uma : ou o seu embrião não esta se desenvolvendo como deveria….ou você não engravidou na data que me disse – sendo assim, você esta grávida de menos tempo e isso explicaria o porquê de não estarmos ouvindo o coração ainda. Então vamos esperar mais um pouco – e semana que vem, confirmamos. Sai do consultório desnorteada…. Imaginem vocês, foram os 10 dias de espera mais longooooos da minha vida, eu estava com meu coração apertadinho…..um misto de ansiedade, nervosismo, expectativa e apreensão. Passou uma semana, e encontrei sangue na minha calcinha…. Liguei para o médico e ele disse para eu passar ao consultório imediatamente – E foi ai , que ele constatou que eu estava tendo mesmo um aborto. Minha gravidez era o que eles chamam de gravidez Anembrionária  - o saco gestacional aparece vazio, sem embrião dentro, ou seja, o óvulo fertilizado implantou-se no útero, mas o embrião não se desenvolveu. (clique aqui para saber mais a respeito). A esta altura, eu já estava debrulhadas em prantos….fiquei desconsolada, revoltada, indignada…todos os “adas”que vocês podem imaginar. O meu médico disse dentro de 2 meses (ou seja, em julho daquele ano), eu poderia tentar uma nova gravidez….que era super normal a perda de um bebê neste inicio e que cerca de 20% das grávidas perdem seus bebês. Não tinha nada que ele dissesse que me consolava. Sai de lá, com uma sensação de vazio….nenhuma palavra foi dita por mim, eu só chorava. Ok – que o médico diz que é normal….mas, sinceramente……nada me parecia muito “normal” naquele momento. E todas as vezes que as pessoas diziam: – Ah, é normal ! Eu me sentia mais “anormal” ainda….porque o normal na minha cabeça era poder gerar vida – e não o contrário disso. Hoje já passada a experiência, posso dizer com todas as letras: É NORMAL (mesmo sendo difícil de entender! na mesma época que eu engravidei – 2 amigas engravidaram na mesma semana, e as 2 infelizmente também tiveram suas respectivas perdas, nós 3 fazíamos parte dos 20%) NÃO HÁ NADA DE ERRADO COM VOCÊ! Foi uma semana difícil…mas, passou. Os dias amenizam a dor. Meu conselho é: Chore o que tiver que chorar, tenha o seu momento de dor, lamente a sua perda, passe por todas as fases… e então, a supere – vire a página e prossiga! Você é jovem, já sabe que pode gerar vida (milhares de mulheres, infelizmente não podem)…. ame o seu marido (apóie ele também a perda, não foi só sua), fortaleça ainda mais a relação e o ameeee… o resultado disso, será um belo fruto desse amor de vocês! Se mantenha fiel a fé de saber que Deus sabe o que faz. E que o que ELE lhe reserva de melhor esta para chegar. Eu mesma estando inconformada, aceitei o fato – e segui ! Passou uns 2 meses e meio – e em agosto eu já estava grávida novamente. Hoje tenho minha filha em meus braços…linda, saudável, perfeita. Tenho certeza que da mesma forma, que passei e superei esta experiência….você querida leitora, e tantas outras….também irá(ão) superar! E logo, tão logo….estará com o maior amor da sua vida em seus braços ! Um beijo enorme, Love &...
Leia Mais →