O Tips For Mommy Concierge é uma empresa que presta serviço de consultoria e assessoria às mamães. Com atendimento em português, o nosso serviço de conciergerie, é especializado no planejamento de enxovais para bebês na cidade de Miami. Todos os serviços prestados por nós, são realizados com acompanhamento individual e personalizado.

“O segredo da nossa empresa está no envolvimento e no vínculo que nossas profissionais criam com cada uma de nossas clientes. O grande diferencial dos nossos serviços, está no planejamento e na personalização de todos os detalhes envolvidos em cada ação realizada. Isso acaba trazendo muita tranquilidade e segurança aos novos papais, que consequentemente acabam tendo mais tempo livre para aproveitar a sua viagem”, explica Miriam Wu – sócia fundadora da empresa.
polaroidMiriam

Miriam Wu

É a idealizadora e sócia da empresa Tips for Mommy Concierge. Entre tantos papeis que desempenha, o de ser mãe é certamente o que mais lhe completa.

Após 3 anos como blogueira do universo baby e percebendo a crescente demanda das mães que buscavam diariamente em seu canal virtual suas dicas e direcionamentos, acabou criando a Tips for Mommy Concierge, uma empresa que tem como objetivo, facilitar a vida das futuras mães que estão na fase de preparação do enxoval do seu bebê.

Miriam usa de toda a sua expertise do universo baby para elaborar juntamente com você, um enxoval perfeito para o seu bebê.

 

Katia Ouang
Consultoria / Personal Shopper Brasil

É formada em Arquitetura, é mãe de 2 meninas – Bruna e Manuela. É autora do site “Minhas Dikas – Babies & Kids” (www.minhasdikas.com) e vem integrar ao time de consultoras do Tips for Mommy Concierge – sendo a chefe-responsável pela equipe de Personal Shopper do Tips for Mommy no Brasil.

Tatiana Moura
Personal Shopper Brasil

Integra ao time de consultoras da Tips for Mommy Concierge, prestando consultoria às nossas gestantes. Estara representando a Tips for Mommy Concierge em atendimentos no Brasil.

Trabalhou por muitos anos com moda, mas com a chegada da maternidade decidiu se dedicar totalmente ao seu pequeno Miguel em seus primeiros anos de vida.

Tatiana tem paixão por produtos de bebês e à tudo do universo baby. Acabou criando a empresa Welcome Baby Concierge prestando assessoria e auxilio à mães e gestantes.

Paula Lemgruber
Personal Shopper Miami

É formada em Administração de Empresas na PUC. Paula é carioca, casada, mãe de Isabela (6 anos) e Patricia (3 anos). O universo infantil sempre esteve presente em sua vida, uma vez que a sua família atuava neste mercado com a loja Petit Marche (Rio de Janeiro). Quando morava no Brasil, Paula era proprietária da marca – a Patufos. Tem vasto conhecimento em produtos, especialmente em modelagem de roupas. Sabe orientar com propriedade e maestria o enxoval de bebê.

Fernanda Flaiban
Personal Shopper NY

Mora nos Estados Unidos há 6 anos e é mãe do Lucas. Formada em nutrição e confeitaria, costuma dizer que ser mãe foi a primeira de suas formações e dentre tantas atividades que desempenho no seu dia-a-dia, também esta à disposição para ajudar mães e novas mamães a resolverem qualquer dúvida sobre a preparação do enxoval para o bebê.

Evelyn Almeida
Personal Shopper Orlando

Formada em jornalismo com pós-graduação em marketing e design de moda, é mãe da Isabelle e da Alice. Hoje integra o time de personal shopper da Tips for Mommy Concierge atendendo as mamães em Orlando. Compartilha com as nossas clientes toda a sua experiência como mãe e conhecimento sobre e roupas disponíveis no mercado americano para bebês & kids.

Renata Jabali
Personal Shopper Miami

Chegou em Miami em 1993, formou-se em Hotelaria com MBA em Marketing na Universidade de Miami. Depois de anos trabalhando em Marketing e Produção, passou a se dedicar “full time” às suas duas filhas, Rafaela e Bia. Sempre ligada em tudo o que se refere às novidades, atualidades e funcionalidades de produtos e da moda infantil, a Renata irá proporcionar a cada uma das mamães do Tips for Mommy Concierge uma experiência muito especial e tranquila.

Tips For Mommy blog

{Meu depoimento} Minhas filhas : Naomi e Victorinha

Oi meninas !!! Como foram de feriado ? Estão prontas para mais uma semana?! Bom, vamos lá…. Estou para escrever este post há tempos e na correria do meu dia-a-dia, sempre acabo deixando ele para depois. Há alguns dias atrás, coloquei no meu Instagram (@blogtfm) uma foto da Victorinha passeando com a Naomi (minha ‘filha’ cão). Sim….eu tenho uma cachorrinha ! Sei que muitas estão surpresas, já que nunca havia mencionado sobre ela por aqui antes. Tenho a Naomi (uma Lulu da Pomerania linda, de 4 anos) que sempre foi o centro das atenções aqui em casa, eu e o meu marido sempre fomos ensandecidos por ela – que sempre foi tratada como nossa ‘primogenita’, e ela sempre reinou sozinha e absoluta em nossa casa e em nossos corações. Naomi, sempre nos acompanhou em todos os programas, eventos festivos, viagens, passeios e etc….nós já éramos um trio, antes mesmo da chegada da Victorinha. Naomi é nossa companheira e amiga inseparável, ‘confidente’ de todos os assuntos de nossas vidas! Logo que fiquei sabendo que estava grávida da Victoria, todas as atenções de amigos e familiares se voltaram para a Naomi. Minha cachorrinha, que era sucesso absoluto entre eles – havia se tornado repentinamente em “una persona no grata”. A pergunta que mais me faziam, logo depois das mais comuns como : - De quantas semanas esta? – Já sabe se é menino ou menina…..? Lá vinha a outra perguntinha básica : – E o que vão fazer com a Naomi ?!!! Você(s) sabe(m), que animais transmitem doenças, e todo esse pêlo da Naomi pode causar alguma reação alérgica no bebê. Hã ?! Como assim ?!!!! Eu simplesmente ficava  IN-DIG-NA-DA e “virava bicho”, com este tipo de comentário !!!! Mas acreditem….ouvi este tipo de frases inúmeras vezes durante a minha gestação toda. É muito comum as pessoas terem dúvidas sobre este assunto, ou terem opiniões pré-estabelecidas em relação à isso. Inclusive deixei de ler ou comprar vários livros sobre gravidez que falavam explicitamente ou implicitamente qualquer coisa do tipo : “Livre-se do seu animal, qualquer que seja ele – pois ele vai contaminar o seu filho”. Acho um desserviço este tipo de livro!!! O que acho pertinente e relevante comentar neste post, é que quando o bebê chega em um lar, aonde já existe um animal de estimação ( como foi o caso da Vi) é necessário um período de adaptação, pois os animais também não gostam de dividir a atenção – especialmente, se desde então, eles eram o centro das atenções naquela casa. Eles podem sentir-se rejeitados e com ciúmes. Por isso, vou passar algumas dicas que funcionaram bem aqui em casa. *Acho que antes de tudo, você deve cuidar sempre da higiene do seu cachorrinho. Especialmente um pouco antes da chegada do seu bebê em casa. Dar banho, e escovar o pêlo ( para retirar os pêlos mortos) uma vez por semana, e também cuidar para que a vacinação dele, esteja sempre em dia. *Depois disso, acho que o mais importante é não mudar a rotina do seu bichinho de estimação, por causa do bebê. (Claro que, algumas coisas inevitavelmente irão mudarão – mas o que quero dizer, é que ao menos, você tente fazer com que as mudanças não sejam feitas de uma forma brusca ou de uma maneira que prejudique o seu bichinho – que sempre foi seu companheiro). Se você for mudar alguma coisa, mude bem antes do nascimento do bebê. Cachorros adoram sua rotina (seja ela qual for), resumindo : nada de mudar a vida dele por causa do novo integrante da família. Esse é o primeiro passo para uma grande amizade entre eles. *Outra coisa importante, é deixar o seu cachorrinho literalmente ciente das mudanças que virão. Mostrar o carrinho do seu bebê, mostrar os (novos) móveis que estão chegando para o quarto do seu filho, permitir que o animal cheire as roupinhas, enfim….deixar ele se ambientar com todas as novidades. Uma coisa que fiz enquanto eu ainda estava na maternidade, foi pedir para o meu marido levar a primeira manta que a Victoria tinha usado ( e passado o dia todo com ela) para a Naomi sentir o seu cheiro e ir se familiarizando com a chegada dela em nossas vidas. Quando cheguei em nossa casa, a Naomi estava lá….ansiosa por nós. Eu me lembro que eu estava com a Victoria em meus braços, mas a primeira coisa que fiz, foi apresenta-la a Naomi. Deixei a Naomi cheirar a pequena, o quanto quisesse, sem receio algum – certamente Naomi associou o cheiro da manta ao cheiro da Vi. Logo depois, deixei a Victorinha nos braços da minha mãe….e fui fazer “festa” com a Naomi – pra que ela sentisse que ela continuava sendo tão amada quanto antes ! 1) Nós três ; 2) Naomi abraçando a Victoria ainda quando estava na barriga da mamãe; 3) Naomi marcando território no tapete de atividades da V. 4) Passeando com a mamãe no shopping. ——————————————————— Bom, passada essa primeira etapa – da apresentação formal entre as duas…..o convivência entre as duas, foi evoluindo e melhorando somente com o tempo. Claro que na relação das duas, tivemos que passar por várias etapas/fases – e eu tive que ter muita paciência com ambas. Estabeleci várias regras entre as duas, e ensinei a Victoria o modo certo de acarinhar a Naomi. Hoje posso dizer, que elas realmente estão começando uma relação de amizade. E é emocionante ver meus dois amores – filha e cachorrinha – caminhando e brincando juntas no parquinho! Vou escrever mais algumas dicas que acho relevante mencionar sobre este assunto. * Jamais brigue com o seu cachorrinho (agredindo) ele, na frente do seu filho. Seu bebê deve entender desde cedo, que todos os animais devem ser tratados com carinho. O exemplo dos pais, é muito importante – pois se tratarem o bichinho bem, a criança sempre será amorosa com eles também. *Associe o bebê a coisas boas e positivas para o cachorrinho. No primeiro momento, seu cachorrinho vai...
Leia Mais →